25 de setembro

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
21/06/21 às 9h29 - Atualizado em 21/06/21 às 9h49

Mais um passo para reestruturar Vicente Pires

COMPARTILHAR

Ordem de serviço é assinada e libera mais obras de melhorias da cidade; investimentos serão de R$ 35,6 mi com geração de 600 empregos.

O governador Ibaneis Rocha assinou na manhã deste sábado (19) a ordem de serviço que libera a execução de novas obras de reestruturação de Vicente Pires. Serão investidos R$ 35.651.105,89 com geração de 600 empregos.

No total, serão construídos 228,9 mil metros quadrados de pavimentação; 10,6 mil metros de drenagem; 69,5 mil metros quadrados de calçadas e 398 metros de galeria subterrânea em Vicente Pires

Os trabalhos executados são de drenagem, pavimentação, calçadas e meios-fios em trechos das ruas 5, 6 e 12; calçadas e meios-fios nas ruas 8 e 10; e rede de drenagem pluvial em método tunnel liner por baixo da via Estrutural.

“Nós transformamos um lamaçal numa cidade, um ‘poeiral’ numa cidade, e eu fico feliz em ver as pessoas que moram aqui contentes por, finalmente, poderem viver numa região estruturada”, disse Ibaneis.

No total, serão construídos 228,9 mil metros quadrados de pavimentação; 10,6 mil metros de drenagem; 69,5 mil metros quadrados de calçadas e 398 metros de galeria subterrânea. Todas são intervenções remanescentes dos projetos aprovados havia mais de dez anos e que sofreram alterações diante do crescimento da cidade na última década.

“Esse contrato vai juntar várias pontas de serviços que ficaram soltas dos contratos anteriores e não puderam ser executados”, explicou o secretário de Obras do DF  Luciano Carvalho de Oliveira.

Rede interligada

De acordo com o administrador regional de Vicente Pires, Daniel de Castro, as obras remanescentes vão, enfim, interligar 100% da rede pluvial de Vicente Pires, que atualmente está cerca de 93% pronta. “Toda intervenção traz desconforto para proporcionar melhorias. O que será feito agora vai acabar de vez com os alagamentos na cidade.”

A solenidade ocorreu na Rua 1, com a presença de autoridades políticas como o secretário de Governo José Humberto; de Obras Luciano Carvalho; de Projetos Especiais Roberto Andrade; além da ministra-chefe da Secretaria de Governo, Flávia Arruda; e da deputada federal Celina Leão; e do distrital e líder de governo, Hermeto. De lá, o governador partiu para visitar as obras da Rua 12. A previsão de conclusão das novas intervenções é de até 14 meses.

A professora aposentada Gislayne Selma, 56 anos, é moradora da Rua 3 da Colônia Agrícola Samambaia. A conclusão da rede pluvial foi feita, faltando agora a pavimentação asfáltica e a construção das calçadas. “Vai mudar tudo o que foi interrompido como as linhas de ônibus e o acesso de cadeirantes, que agora terão por onde passar”, declarou ela.

 

FONTE: HÉDIO FERREIRA JÚNIOR, DA AGÊNCIA BRASÍLIA I EDIÇÃO: CAROLINA JARDON

Mapa do site Dúvidas frequentes Comunicar erros